Reentré

O catequista
Voltou em força,
E lá quem o ouça
Por “sindicalista”,

Ainda se esquece
Que vetou a greve,
E que tão “bem escreve”
Que nos enternece…

E agora assume
Qu’até dá a cara,
Qu’é uma coisa rara
D’alguém que “une”…

E nas suas prelecções
Como bom sacristão,
Faz grave insinuação,
Sem maiores razões…

E que nunca s’escondeu
Em Comissões,
E encontra outras acusações
Pr’aquilo que nunca deu!

E lá insinua
C’as outras varinas,
Que são “boas meninas”
Quando estão c’a lua!

E o catequista
Que “dá sempr’a cara”,
Só não assume que pára
À primeira vista….

E sempre lá muda
Pr’a não se confrontar,
Porque lhe dá vagar
Se não tem ajuda!

E aí enfrentar
Quem sempre deu a cara,
É matéria rara
Pr’a ele propagandear!

Sempre o queria ver
A lá dar a cara,
E não mudar de antepara
Como modo de s’esconder!

Mas falar de alto
Detrás dum écran,
É o que lhe dá mais élan
Pr’a é quem é nisto novato…

Por isso insinua
Por detrás das teclas,
Mas já foge às cegas
Na oportunidade nua…

É o catequista
Nas suas boas prédicas,
E as razões anedóticas
De grande “pacifista”…

E a razão de fundo
Já não nos interessa,
E já ninguém se lesa
C’as glórias do mundo

Joker

Captura de ecrã 2017-07-10, às 14.01.58

Anúncios

Posted on 10 de Julho de 2017, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s