Santos pecadores

lista negra

Santos pecadores

Um a um,
Tod’o santo cai!
Ai, ai,
Não nos falta nenhum?

Não há outro santo
A cair do altar?
Ah, esse ainda quer pairar,
Portanto?!…

Quer-se imprescindível
Como santo da casa?
Mas já nisso s’atrasa,
Por crível!

O santo vai cair
Lá do seu altar,
E a santa do seu vagar,
Também vai a seguir…

Já não há crença em santos
Que não sejam sérios,
E preparem os magistérios
Qu’eles são tantos…

Uns perdem-se na doença
Ou no desgaste da beatitude,
Porque a falta de saúde
É imensa…

E poucos se conformam
Já à nova bula;
É o fim da gula!
É já a Reforma!

É o fim da indulgência
Paga,
É o santo qu’amarga
C’a insuficiência!

A Igreja dos ricos
Voltou a ser “pobre”,
E já não há nisto nobre
Como Senhor dos aflitos!

Uma nova era
Há no advento do Senhor,
Só falta um santo pecador,
Na espera…

…E os resto dos beatos
Que não são santos menores,
Porque, como pecadores,
São inatos!

Santas e santos,
De tanta e tanta prédica,
E a sua “alma ecuménica”
Aos prantos!

Eu creio neste advento
Do mundo que há-de vir,
E tod’o santo, qu’ao partir,
Nos devolva o sustento!

Essa “paridade”
De dar pão aos pobres,
E aos outros, nobres,
Tod’o resto da cristandade!

Esse mundo velho
Já saiu de cena,
Mas ainda tem que cumprir a pena
Do “evangelho”!

É só aguardar
P’la força divina,
E rezar qu’a nossa sina
Não seja, de novo, jejuar!

E não ter que pedir
A Deus,
Uns salmos hebreus
De dar e repartir!?

Essa velha parábola
De dar tanto a alguns,
E aos outros, os jejuns
Da rábula!

Essas velhas frutas
Sempre tão maduras,
Que davam tantas farturas
Às “trutas”!

Crêem esses “crentes”
Qu’o passado é passado,
E o mundo quer-se ultrapassado
Já nos “indigentes”….

Que não há memória
Qu’ainda esteja viva,
E qu’a verdade já não sirva
A Deus por glória!?

Estão tão enganados
Tais santos…
Já s’ouvem os cantos
Inconformados!

Já s’ouvem anjos
A cantar hosanas,
As “aventuras humanas”
Em banjos!

Que grande sinfonia
Já s’ouve no céu!
Ah, que escarcéu
D’alegria!

Vai cair o santo
Apócrifo,
Ele que fora um neófito
Com tanto!

Tanto para dar
Na forma d’indulgências,
E agora tantas competências
Irem ao ar!?

É a vida de santo,
Que nunca sabe quando cai…
Pois qu’o “altar” se vai
Por antro!!…

Joker

Yes

Anúncios

Posted on 19 de Maio de 2017, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s