O falador

Mario vargas Llosa
Conta-nos a estória do falador,
Um papagaio com muita cor,
E fala harmoniosa…

Palra muit’o papagaio
Quando se lh’acerc’o medo,
E reza quase um credo
Enquanto cant’o verde-gaio!

É um papagaio garboso,
De penugem resplandecente,
E canta mais qu’antigamente
Porqu’o medo é poroso…

Ali na selva amazónica
Ainda s’ouve o papagaio,
E quem o ouça até Maio
Ainda vai na mesma tónica…

Vai voar o papagaio
Pr’a paragens mais agrestes,
E canta, como nos textes,
A canção do “gandaio”!

Vai palrar até ter voz
O pagagaio do grande-chefe,
Porqu’o tinha por xerife
E de travo bem feroz…

Mas a vida selvagem
Está prestes a acabar,
E o pagagaio vai cantar
Noutra paragem!

Vai cantar tão altaneiro
O pagagaio em sol-e-dó,
E quem se tenha no Linhó
O sabe didacta do Limoeiro!

O papagaio vai alegrar
Essas negras passagens estivais,
E vai cantar aos outros animais
Qu’o tempo tudo pode apagar

O falador já está c’o medo,
Por isso palra e muito canta,
Que muito lhe adianta
Cantar mais cedo…

E a canção do novo disco,
Est’a gravar em Caracas,
É que s’acabam as patacas
E o outro petisco!

O palrador vai cantar
Pr’a s’ouvir o que bem canta,
E quem o escute o qu’ele encanta
Enquanto ainda pode voar…

Mas s’o prendem ao pagagaio,
É morte certa perder o pio,
E já sem canto, e atavio,
Dá-lh’o “badagaio”!!

Joker

Falador

Anúncios

Posted on 30 de Março de 2017, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s