Aventesma

O “nosso” vampiro
Gosta delas compridas,
Estadias, que de belas vidas
Ele mantém faro…

Destinos solarengos
São os mais compridos,
E ele fá-los seguidos
Pr’a voar por menos…

Que não é o trabalho
O qu’ele mais gosta,
Mas fazer d’encosta
No próprio serralho!

E não é o sol-astro
O qu’ele procura,
Mas a estadia, pura e dura,
Sem deixar mais rasto..

Qu’ele ao raio solar
Nunca lá se vê,
Qu’o vampiro lê
Em tanto vagar…

É muito ilustrado
O homem-morcego,
E estuda no emprego
Para ser mais letrado!

Vai ser genial
O “nosso” vampiro,
Pois com tanto giro
E estadia igual,

Não lhe falta lazer
Ou ajudas de custo,
E nesse extremo gosto
Só tem a aprender!!

É assim a vida
Do “nosso” vampiro,
E ainda o vi de tiro
Quando de saída…

Ali na bolivariana,
Na playa del mar,
E ele a chegar
Pr’a mais uma semana…

Depois do Pará
De papo pr’o ar,
Só podia voar
Outra vez pr’a cá!?

Que nunca se “cansa”
De tanto pousio,
Qu’o vampiro é sadio
Em tanta abastança!

E com tanta luz,
Sem ponta de brilho!?
(Por isso trag’o alho
E a cruz!?)

Lívido, um fantasma,
Branco com’a cal,
Que quando regress’a Portugal
Vai ainda mais aventesma!!?

Como é possível
Que com tanto raio solar,
Não se consiga bronzear
Ao menos por tangível?

Só há uma explicação
Pr’a tal consequência:
É falta de fosforescência
Na própria pigmentação!!

Mas se branco e esguio
Na falta de tom,
Do resto não lhe falta dom
E atavio!!

É ver-lh’o ordenado
Nisto sempr’a crescer,
E o vampiro a aprender
Como s’o faz “trocado”…

Pois qu’ele desaparecido
Em combate,
Continua com arte
De “protegido”…

Pensa que não o vemos
Por andar escondido,
E que passa despercebido
Nesses seus voos plenos…

Sempr’o mesmo rasto
De sangue…
E sempr’a mesma gangue
Em tal cadastro!

É o vampiro da casa!
Pouco mais há a dizer…
E quanto mais sangue houver
Mais bat’a asa!

Porque ele conhece
Desses meandros,
E lá tem outros malandros
De quem não se esquece…

Malandros e malandronas
Que lhe serviam o prato,
E agora, por “farto”,
Os mesmos axiomas…

A merda é a mesma
E as moscas iguais,
E os vícios nunca são demais
Pr’a tal aventesma…

Joker

Anúncios

Posted on 1 de Março de 2017, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s