Descriminação!

Vive-se na empresa
Com poderes informais,
Não, não somos todos iguais
Na distribuição da riqueza

Uns são mais qu’outros
Sabe-se lá porquê,
E quem isto não vê
Por trôpegos?

S’até se programa
Na base da portaria,
E quem nisto não queria
Uma semana?

De folgas acumuladas
Pr’a se ir de “férias”,
E são estas misérias
Programadas!?

Mesmo à cara podre
À frente de todos,
Porque não vai de modos
Quem pode!!

E quem tudo pode,
Faz bem o que quer!
E quem mais vier,
Não estorve!!

E assim vivemos
No reino da “equidade”
Qu’a nossa entidade
Tem poderes plenos!

E a caravana passa
Como sempre passou,
Porque nunca s’acabou
A massa!

E da revelação
Porque nos servimos,
É que pro’s meninos
Há essa permissão!

É est’a igualdade
No nosso emprego,
E quem está no degredo
Da “equidade”?

Os que dão cumprimento
Ao normativo,
Porque isso é restritivo
Ao nosso “aumento”!?

Não te tens versátil
Nem colaborador,
E nist’o empregador
É hábil!

Premeia quem “cumpre”
C’a sua vontade,
E dá-lhe a “equidade”
Pra sempre!

E as ditas pausas
Bem acumuladas,
Porque são “programadas”
Por boas causas!

E da portaria
Assim se programa,
E quem não reclama
Como via?

E quem renega
O acordo por sistema,
Fica-se na mesma
À cega?

E do sindicato
Como causa d’acordo,
Não se tem denodo
Por timorato?

C’a violação reiterada
Na programação,
Não se dá a acção
Por entrada?

E quem é associado
Da instituição,
Tem menor compensação
No programado?

Que aí quem deseja
Folgas acumuladas,
Tem as portas fechadas
No qu’o AE preveja!?

Quem sindicalizado
Invoc’o acordo,
Já se tem por estorvo
No programado?

E se quer “férias”
Fora do seu período,
Pr’a ir c’o seu marido
Par’as “Canárias”

É só pedir
Por carta rogatória,
Por essa moratória
Do “bem cumprir”…

E tudo se faz
Descriminando,
Porque este mando
É capaz!

E assim vivemos
Anos por décadas,
“Cumprindo metas”
E tendo menos…

Menos dinheiro,
Menos respeito,
Menos direito
Ao bolo inteiro…

Que só os meninos
Das várias quintas,
Não são os pelintras
Quem têm menos….

E assim se faz
A boa gestão,
E a conclusão
Não fica atrás:

Se queres viver
De bem c’a vida,
Tem-na entretida
No que queres ser…

E assim já és
O que sonhaste,
E ainda q’um traste,
Tens mais marés!

E já navegas
Com mais canais,
Pois és dos tais
Que não tem colegas!!

E só t’interessa
O que te calha,
Porqu’à canalha
Nada mais lhe resta…

pig.jpg

Posted on 12 de Setembro de 2016, in Acções, Acordos, AE, Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s