Visto

Querem-me com visto
Pr’as terras do Trump,
Porque isso me garante
O voo por previsto!?

E isso pois ajuda
Na dita operação,
E pr’a cada nomeação
Há gente que muda!!?

E todos tendo visto
Nesta nova política,
A via é pacífica
À conta disto!?

Que até s’ajuda
À dita elaboração,
E de visto na mão,
Ver como isto muda!?

E ir ali a Harvard
Por inteligente,
Qu’isto é muito à frente
Pr’a equidade!

Procura-se igualdade
Nas terras do Tio Sam,
Que neste certame
Não há precariedade!!

E não há pois cromo
Que não lá tenha ido,
Qu’o voo é conseguido
Como ali no “Omo”!

Sai-nos no detergente
Por termos visto,
Porque isso é revisto
Por muita gente!!

E o processo
É assim legítimo,
Porqu’o algoritmo
Também sai no “Presto”!!

Tudo detergentes
Para limpar,
Qu’o visto só está a dar
Pr’ás mesmas gentes!

E depois é avaliar
A letra do acordo,
E s’a equidade é estorvo
Pr’a se lá voar…

E o visto
É o novo alibi,
Que sempre o tive aqui,
E nada tive disto!?

Qu’o Nova Iorque
Foi por um canudo,
E o Miami um voo
Calhado à sorte!!

Que comparado
Com outros “vistos”,
O meu tem mais registos
Pr’a outro lado…

Ali pr’a Confins
Ou pr’a São Paulo,
Qu’o visto dá-me galo
E uns amendoins…

Qu’a qualidade
Do meu passaporte,
Não me deu pr’a norte
Na “equidade”…

🙂

(Deixem-me rir!)

Joker

 

Posted on 23 de Julho de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s