Producto nacional

Virou-s’o corrupto
Pr’o produto nacional,
Qu’o Gin de Portugal
Também dá lucro!

Pois qu’a importação
Já não fica em conta,
E ao corrupto a montra
Dá muita atenção…

Há que aliviar
Pois nist’as remessas,
Qu’elas ficam presas
De tanto se taxar!!

E nist’o corrupto
Por se ter gestor,
Já não faz d’armador
Em negócio em bruto!

E as importações
De Rum e Tabaco,
Tomam-lhe o fraco
Pr’as nomeações!?

Por iss’o negócio
Vai ser nacional,
E só no residual
Ele busca um sócio…

E o bom do Gin
Sempre salv’a casa,
Que por um grão-na-asa
O líquido é um fim!

E assim prospera
O negócio em aberto,
Que noutro dia certo,
O corrupto fic’a espera…

E um dia tenta
Outro negócio chorudo,
E exportando tudo,
Nisso esco’a venda!

E dentro do porão
Lá vai a Manca Pêra,
Que nisto desespera
Pr’a exportação!

É só pois aviar
Mandando um sócio,
Qu’isto do negócio
Tem que se pagar!!

E não ind’o sócio
Vai a consorte,
Que tudo lhe sai à sorte
Em tal negócio!!

O producto nacional
Veio pr’a ficar,
Mas isso não vai chegar
Pr’a tal local…

Há pois qu’investir
Na internacionalização,
E pr’a importação
Voltar a abrir!!

O fluxo está parado
E o producto do país
Dá margem mas, por triz
No bar ex-lotado…

Há qu’encontrar canais
Pr’a exportação,
Pois qu’a corrupção
Nos rende mais!!

Joker

gin

Posted on 16 de Julho de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s