Perfil: corrupto!

Anda-m’o “homem sério”
A espiolhar o perfil,
Porqu’um em mil
Lhe resolveu o mistério!

Ele que não sabia
O porquê das coincidências,
Da mulher ter mais licenças
Para ir onde queria…

Ficou nisto siderado
Na resolução do mistério,
Porque ainda que sério
É mal informado…

E não sabendo do porquê
Dessa esposa e do amigo,
Terem voos que não consigo
Como nem não os vê…

Soube agora da razão
Em décadas de prática,
Porque mau em matemática
Não fez tal equação!?

E vendo tal justificação
Na soma das parcelas,
Não se cria nelas
Só pela relação…

Qu’o ser marido
De quem se nomeia,
Não dá nisto teia
No dever cumprido!?

Qu’a prática do serviço
Está de todos à vista,
E nessa grande conquista
O passado é um registo!!

E é só somar
Nas contas do “homem sério”,
Porque há nisto mistério
Nas contas de tal nomear?

E sendo registo
De tais contas certas,
Há dúvidas incorrectas
S’o passado é visto?

E é só confirmar
O teor das relações,
E s’em tais nomeações
Não se foram enganar…

E na clara evidência
Do bom pr’os amigos,
Não se verão castigos
Em gente de tal importância…

Que se foss’o mexilhão
Já estava indiciado
No “crime organizado”
Por prova de corrupção…

Mas como é um serviço
Já “optimizado”,
Muda-se tal passado
Pr’a um futuro noviço…

E mecanizado,
Sem intervenção humana,
Já ninguém reclama
Se “optimizado”…

Mas dessa “optimização”
Dum passado recente,
Há nisso muita gente
Com voz de prisão…

E não nos vamos olvidar
Dessa “gente séria”,
Que lá fez miséria
No acto de “seriar”….

E s’ainda questiona
A voz da mudança,
Que tenha confiança
Numa possível retoma!

E se é das “trocas”
Que se faz arauto,
Por mim passo d’alto
Pr’a tais “maroscas”…

Que não troco um
No que lá vem escrito,
E se não posso muito,
Não me toca algum!!

Por isso a troca
É-me dispensável,
E excepcionável
No que lá me toca!!

Por isso adiante
Nessa importância,
Que não vos dou militância
Agora, antes, ou avante!!

São-me dispensáveis
Nesse vosso serviço,
E se vos derem sumiço
Mais se tornam rentáveis!!

Por mim já eram…
Que gente tão corrupta
Só se trata à bruta,
P’lo que nos fizeram!!

Qu’o lugar do corrupto
É numa prisão,
E da planificação
Lá contar o indulto!!

E somar no calendário
Os dias pr’a saída,
Planificando a vida
Como ex-presidiário…

Isso seria optimizar
Tod’a civilização:
Metê-los na prisão
Muito nos iria poupar!

E à “gente séria”
Qu’agora se chora,
Já não vos demora
A saber da matéria!

E podem procurar
Neste meu perfil,
Se sou um “baril”
E se falo por falar…

E se só reclamo
Contr’as injustiças,
Porque das cobiças
Eu nunc’as mamo!!

E se por corrupto
Lá tenho biótipo,
E tornar-me num “bom tipo”
Porque já não os culpo…

Joker

Corrrupto

Posted on 17 de Maio de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s