Coro dos indignados 

Tanto tempo
Nisto, enganados!!
Som’os indignados
No sentimento!

Sim, temos voz
Para gritar:
Vão mas é mamar!!
Estão sós!!

Sim é Justiça,
O que queremos!!
E não menos
Qu’a polícia!!

Queriam-se espertos
Os sem-vergonha;
Haja quem imponha
Outros Direitos!!

Os integrais
No interesse geral,
Qu’é natural
Sermos iguais!!

E nãos uns filhos,
Outros enteados,
Porque mal-amados,
Tomam sarilhos…

E já só tomam
Dos outros, restos,
Porq’os aqueles, espertos,
Disso “reclamam”…

São alinhadas
Estas “boas” crias,
Que dão alegrias
Por bem-comportadas!!

Eles sim são
Nist’o exemplo!?
E há tanto tempo
Qu’eu digo que não…

E faço coro
Por indignado,
Porque estou marcado
Nisto por touro!!

Levant’a voz
Pela legalidade,
Que na portugalidade
Isso é atroz!!

Pois dar nas vistas
Por reivindicativo,
É o maior crivo
Pr’os idealistas!!

E em tal desejo
Pela equidade,
Quanta “indignidade”
Nos serve um beijo?

Estamos infectos
Neste sistema,
Qu’a classe é plena
De parcos insurrectos!?

Poucos, pois somos,
Os indignados,
Qu’estamos nomeados
No que “merecemos”!

E os “filhos” gozam
Da sua “sorte”,
Trocam-nos o norte,
Porque sim, podem!!

E assim ficamos
Pela impunidade!?
Só na verdade
Nos indignamos!!

Ninguém nos cala
Até ao fim!!
Esperem-nos sim
No fim da “escala”…

Joker

  

Posted on 19 de Abril de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s