Aprovação

S’a tua aprovação
Me fosse essencial,
Pr’a dizer o bem ou o mal,
Como forma de expressão

Já me tinha demitido
De ser aquilo que sou,
Já nunca se t’aprovou
O que muito tens lido!

Eu sei que não aprecias
Aquilo qu’escrevo,
E se cá vens em segredo
E nisso porfias…

É porqu’a curiosidade
Te vence no desdém,
E lês-me por cem
Em franca saciedade!

Não te preocupes
Que não te denuncio,
E já não me rio
Que nisto t’apouques!

Sei que “odeias”
Esta minha escrita,
E qu’a minha política
Anseias…

Mas no teu autismo
Em me dares razão,
Dizes-me que não
Ao “lirismo”!!

Fazes-me rir
De cada vez que lês,
Vá, lê outra vez,
Qu’eu deixo-te ir…

E não te denuncio
Nesse teu gosto,
Qu’ele não sendo posto
É o meu adágio!

🙂

Joker

maxresdefault

Posted on 12 de Abril de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s