O “sindicalista”

Tinha-se por Delegado
No exercício sindical,
E em tal voto plural
Não se fez nada rogado

Nas chamadas era pródigo
Em tais contas astronómicas,
Que não podem ser económicas
As relações do negócio!

Qu’ele gosta do bar
Em nada me surpreende,
Pois quem lá se vende
Não se pode poupar!

Nesses encómios
Ao outrora “inimigo”,
E ao se mudar “d’emprego”
Mudam-se os demónios!

São santos da casa
Que nisto dão pr’a tudo,
E mostram-se a desnudo
Neste bate-a-asa!!

São tão transparentes
Por ex-sindicalistas,
Qu’até dão nas vistas
Em páginas “decentes”!

Gostam do tal bar
Ali na “colina”,
Que na sua cabina
Até “voa” em par!

E sempr’a preceito
Por singela sorte,
Qu’ele não é corte
A “gostar” a eito!!

E gosta tanto
Por franca figura,
Que não lhe dá a secura
Nesse bar tão santo!

É pois cliente
Já habitual,
E não há nada de mal
Mostrá-lo a tanta gente!

A coincidência
Vem desse tal exercício,
Quando por comício
Nos pedia paciência…

Nessa velha luta
Pelos nossos direitos,
Qu’ele os tinha eleitos
Na sua própria conduta!?

Um ex-sindicalista
Que gosta dum bar,
Onde se quer queimar
Tod’o grevista???

Tem alguma sentido
O dono do bar,
Não querer queimar
Um velho “inimigo”?

Ele qu’os queria
A todos a arder,
Dá hoje de beber
A quem se “batia”??

Ahah!, deixa-me rir
Ó bom Delegado!!
Já foste apanhado…
Isso, manda vir!!

🙂

Joker

  

Posted on 10 de Abril de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s