A minha cidade

Não nasci no Alentejo
À beira do Guadiana,
Mas sinto orgulho quando vejo
A paisagem alentejana!

Uma moça da cidade
Chamou-me provinciano,
Porque me tinha por paisano
À vista da integridade!

Na paisagem que s’espraia
Todo eu sou Alentejo,
E só nisso me revejo,
Ali nessa raia…

Sou paisagem de planura
D’uma vista lá sem fim,
E ninguém faz pouco de mim
Em tal finura!!

Sou da grande cidade,
Mas no campo sou feliz!!
Tenho lá a minha raiz
De identidade…

Nos valores qu’aprendi
Por legado de meus pais,
Qu’eles com menos, me deram mais,
E nisso cresci!!

Eles não são alentejanos
Mas desse “Reino Maravilhoso”,
Que tinha Torga orgulhoso
Em tais montes serranos!

Mas eu nisto sou da raia
Como diz aquela canção,
Porque me lá tem o coração
Em tanta “gandaia”!

Quando sobre essa paisagem
Avançava sobre Espanha,
E ali por uma estremeña
Vi tal miragem:

Ó Elvas, ó Elvas
Badajoz à vista!!
Sou contrabandista
De amor e saudade.
Transporto no peito
A pura verdade!
A pura Verdade!
A pura verdade!

E podes pensar,
Ó terra bendita,
Cidade da guita,
Que tudo vai passar…

E sigo viagem
Pr’a nisso esquecer,
E que me vou perder
Na tua imagem!?

E mesmo sabido
Que te tens no forte,
Da Graça e da Sorte,
Num travo d’amigo

Não se pode olvidar
Esse teu semblante,
De rasto distante
Que me faz chorar!?

É tant’a emoção
Dos passados feitos,
Que não tens defeitos
Pr’a guarnição!!

Cidade-fortaleza
Frente a Badajoz!!
Lutaste por nós,
És a nossa-alteza!!

Na guerra peninsular
Foste um bastião,
E lá se te fez canção
D’embalar:

Ó Elvas, ó Elvas
Badajoz à vista!!
Sou contrabandista
De amor e saudade.
Transporto no peito
A pura verdade!
A pura Verdade!
A pura verdade!

Tão emocionante
Ouvir vetusta música,
Qu’ainda ouç’a acústica
Nessa voz tonitruante

Do Paco Bandeira,
Outro grande artista!
Que só te deu mais vista,
Terra de fronteira!

Ali junt’a Caia
À vista de Badajoz,
E o que seria de nós
Sem ti, rainha da raia?

Ó Elvas, ó Elvas
Badajoz à vista!!
Sou contrabandista
De amor e saudade.
Transporto no peito
A pura verdade!
A pura Verdade!
A pura verdade!

🙂

Joker

Elvas2_102_resize

Posted on 10 de Abril de 2016, in Palhaçadas. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s