Fogo posto

Tanta “optimização”
Que ger’o sistema,
Que não há problema
Na temporização…

E se neste atraso
Já s’o reformula,
É porqu’a gula
Se verteu em caso?

E na indefinição
Que troux’o passado,
Há um novo dado
Na publicação?

Vai-s’a atender
A essa igualdade?
Ou há continuidade
Que se pode escolher?

Muito vai mudar
Nas regras do jogo,
É onde há fumo há fogo
Ali a pairar….

Sente-se o cheiro
Da quinquilharia,
Que já nisto ardia
O nosso dinheiro…

É muito vai arder
Mesmo qu’isto mude,
Porqu’a vida é rude,
Doa a quem doer!

E se lá s’apaga
Alguns dos fogachos,
Há muitos capachos
Que não estão na queimada!

E esses vão “arder”
Numa labareda,
Em cuja mecha medra
Fogo que só ver!

E bem circunscritas
Todas as fogueiras,
Terão nisto maneiras
Ao lamber as feridas…

E já por feridos
Em tal Unidade,
Se saberá a verdade
De tantos euros ardidos…

Sim, foi fogo posto,
Na prova recolhida,
E toda a área ardida,
É mato que tem rosto!

É nesse cheiro acre
Que vivem os bombeiros,
Apagando os “fumeiros”
Pr’a peças d’abate!

E sem apoio “aéreo”,
O fogo já s’extingue,
E quem nisto se finge
Num trato muito sério

Já tem a dimensão
Qu’a área protegida,
Será reconvertida,
Quer queiram ou quer não!

🙂

Joker

Anúncios

Posted on 15 de Março de 2016, in Acções, Palhaçadas and tagged , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s