Imposto(r)

Tem-se por esquecido
Por não ter dinheiro
O nosso primeiro
No imposto devido..

Que não se lembrara
Das execuções…
Das contribuições
Que não entregara!

Dotado de escola
Pr’a ser bom político
O sentido cívico
Ficara pr’a esmola!

E calcorreado
Todo esse percurso
Tomou por abuso
O ser “consultado”!

Levantou-se processo!!
Qu’o interesse público
Resultou do súbito
“Crime” d’acesso…

Como s’ao primeiro
Do seu historial…
Resultasse mal
Pr’o país inteiro!

E ao saber-se seis
Processos fiscais
Quantos erros mais
Em outros papeis?

Não tinha dinheiro
Daí a “isenção”…
Que da reintegração
Teve subsídio inteiro!

Por ser parlamentar
A exclusivo título
Um valor raquítico
Pr’a se governar?

Pois qu’os deputados
Por tão miseráveis
Não lhes são abonáveis
Os valores cobrados!

E sem privilégios
Próprios do Estado
Não há deputado
Com valores tão régios…

Por isso não lhe basta
Com’ao presidente…
Que da reforma pendente
Sobra pouca “pasta”!

Qu’a família é extensa
E tem muitos netos
E sustenta tectos
Que nem ele aguenta!!

Veja-se a Arena
O que leva em gente!?
Há quem ‘aguente (na)
Reforma tão pequena?

Qu’isto em Portugal
Só há de dois tipos
Disto de políticos:
Passam todos mal!!

Uns lá enriquecem
Como maioria
E uma minoria…
Pois disso “s’esquecem”!…

E há que preparar
Uma nova Reforma
Pois a “Tecnoforma”
Já não está a pagar!!

Só rir!

Anúncios

Posted on 6 de Março de 2015, in Governo, Passos Coelho, Presidente, PSD and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

  1. Boa! Vou partilhar!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s