O Lixo

Ainda vai a presidente
O nosso sindicalista
No município, a gente
Conhece-o bem de vista

É o deputado-contentor
Esteve quase no hemiciclo
E acompanhou o doutor
Num nobre acto, implícito!

E nisto chegava à Assembleia
Por uma nesga, um acaso
Que o seu estilo, a veia
Se demarcaria no Estado!

Como político responsável
No tratamento dos contentores
Mantendo o ar irrespirável
Por sua limpeza, Senhores!

Lida, pois bem, c’o lixo
Trata melhor da limpeza
Nem bicharada, ou caruncho
Nos contentores, com certeza!

E s’o município mantém
Uma limpeza condigna
É do pelouro d’alguém
Que na imundície, se estima!

Um deputado municipal
Depois de carreira na Junta
Sabe que o lixo faz mal
Se respirado sem conta!

Por isso trata de limpar
Os contentores a contendo
Para mais lixo, juntar
E respirarmos, sem medo!

Eu voto nele, sem dúvida
Como exemplar munícipe
Sem ele o lixo, perturba
E na imundície, é príncipe!

Terá um largo futuro
Neste país d’excrementos
Nos contentores, é seguro
Temos o maior dos exemplos!

E ainda vai a Ministro
Do Ambiente, por certo
Não há caruncho, ou bicho
Que lhe sobreviva, por perto

Pois, para maior parasita
Já bastam o que cá estão
Que o lixo sempre habilita
A merda como instituição!

20130715-215219.jpg

Anúncios

Posted on 15 de Julho de 2013, in Palhaçadas and tagged , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s