No prEsentE, sOmos o fOrtuITo!

Nós só queremos cumprir, em estreita colaboração
Conseguir muitos benefícios, pr'ós nossos associados
Claro que não estamos a mentir, no programa d'ação
Redigido nos resquícios, da derrocada dos pancrácios!

Sim, que entrámos pra rentabilizar, em justa proximidade
No casaréu dos fantoches, agraciando suas boas graças
Nunca fomos pra politizar, agimos sempre em "equidade"
Vestimos Lion of Porches, que imagem do "caraças"!!!

Na senda da certificação, empossamos a continuidade
Só no caso da petição, mas sem real promiscuidade
A não ser na continuação, da política da "verdade"
Continuada em contra-mão, de sindicante "saudade"!

Retratada nas páginas, de um "pensar" sem classe
Protagonizada em conluio, com quem se diz Sindicato
Julgavam que nas imagens, limpavam o seu disfarce
No seu papel d'embrulho, com que adornaram o tacho!

Uma imagem perfeita, com uma realização profissional
Dando uma prova preparatória, da intenção afincada
Com que prepararam a maleita, do embalo principal
Na intenção moratória, estatutariamente engendrada!

Queremos o reconhecimento, de um estatuto legal
Quando temos na equipa, um elemento de "avaliação"
Que usou dum sacramento, sem a presença institucional
Do lugar que adjudica, para vetar outros em comissão!

Uma imagem sentida, formatada por um cabeçudo génio
Que se esquece amiúde, das contas de bares de piscina
Deve ser por pura intriga, quem diz que o faz a convénio
O homem reza ao Talmude, e de seriedade nos ensina!

Com isso vamos reivindicar, para os direitos resgatar
Magos que somos, visionários, duma acção d'encantar
Ameaçamos no dealbar, os parceiros da velha central
Bodes expiatórios, corolários, cúmplices do nosso mal!

E assim se faz a política, extraída dos inertes Estatutos
Que a equipa projectava, para nos salvar da penhora
Sem sequer ter nada em vista, apenas "singelos frutos"
Que já se adivinhavam, neste lento crepuscular d'aurora!

E uma personagem fez "obra", ao tomar conta do sítio
Tomou-se de assessora, de uma decadente personagem
Queria intimidar, c'a sua mixórdia, o sitiado do conflito
Imaginava-se percursora, constituindo nova equipagem!

Incentivara as decisões, e agora procura equidistância
Não deseja ligações, e muito menos a concomitância!
Não se revêem em ninguém, dizem, vieram pra renovar
Não se promoveram em outrem, só pretendem melhorar!

Cantigas estridentemente cantadas, ensaiadas a contendo
Pelo maestro do lugar, que já se tem por Presidente
Por essência, animadas, tocadas como um enredo!
Para nos "ludibriar", na sua correlação com o presente!

Por isso, com este presente, só temos um futuro fortuito
Se o elegermos Presidente, teremos mais deste assunto
Continuar-mos ausentes, destituídos do nosso intuito
Insistindo como dementes, na reincidência do defunto!

E se duvidas existissem, ainda tínhamos a referência
Que um dia propôs como lei, a antiguidade sagrada
À força dos que viessem, mantendo a velha cadência
Dos benefícios de Grei, à custa das novas fornadas!

Mas nem tudo é mau neste enleio, há gente de garantia
Que lamentavelmente se enganaram, no lugar d'alforria
Não se confunde, de permeio, a amizade com a política
Outros os há que entravaram, na liberalidade casuística!

Não restam duvidas das tendências, neste jogo eleitoral
Uma promove a continuidade, outra a forte contestação
Encetada em coerência, desde o  principio deste "festival"
Verdadeira prova de verdade, resultante da situação!

A que o sindicante chegou, por acção de mediocridade
Mas a que Lista Argh! Apoiou, em total cumplicidade
E uma pessoa, pugnou, para se manter a credibilidade
Tornando-se uma seu par, dando corpo à continuidade!

Que agora tentam diluir, para se pintarem de fresco
Numa capa verde alface, pra transmitirem esperança
Querem, de novo instruir, libertando-se do cabresto
Para se ocultarem na face, apagando-se a lembrança!

Mas a memória não é curta, a verdade sobressairá
Vencerá a conduta, e no resultado final se dotará
Quem agiu em consonância, do interesse institucional
E quem se preparou na abastança, do resultado eleitoral!

Anúncios

Posted on 9 de Outubro de 2012, in Palhaçadas and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

  1. EHEhEHEH!!!!! Bem apanhado!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s