A lógica é uma batata!…

O catequista insiste na sua tese, não deu ordens ao pagamento!
Para o processo-crime da diocese, e até dele faz um juramento:
Juro à Santa Maria de Deus, nunca fui conivente e concordante
Em accionar os meus, e dei ordens convincentes e contrastantes!

O Sindicante, diz ele, nunca pagou, qualquer cêntimo a advogados
Ah, foi só enquanto o outro mandou, e foram apenas uns trocados
O pior é que a outra, também deu instruções para transferências
Ainda que faça orelhas moucas, as provas são de total anuência!

Só se lembraram mais tarde, quando importava isolar o sitiado
De o invocar com dislate, na cobarde denúncia do articulado
Intentado contra associados, acções com as quais discordam
Ainda que agissem concertados, em processos da mesma ordem!

Faz o que eu digo, não faças o que eu faço, diria S. Tomás
Dar o dito por não dito, era o seu famoso grito contumaz
Quem compraria um velho carro, a um sucateiro desta pinta?
Nem que estivesse sem escarro, e ele taberneiro, na pinga!

Como poder acreditar, numa trupe que espera por meses a fio 
Para então denunciar, uma acção que foi do seu compadrio?
Seis meses de lenta espera, envolto em dois pagamentos
Que se fizeram em quimera, pois tudo estava a contendo!

A revolta veio depois, da denúncia dos yetis pagamentos
E não contentes, se depôs, quem não votara n'os emolumentos!
Havia que se demarcarem, não só da acção como do princípio
De jamais patrocinarem, associantes contra iguais, ab initio!

E depois de promoverem a gratuitidade da violência, física e verbal
Ainda se acharam com legitimidade, na conivência de patrocínio igual
Acusando um então directivo, de ser um bandido a soldo, sanguinário
Mas com o seu bando argentino, que ele a solo, era só quadragenário!

Sim, porque eles são fortíssimos, e juntos, aos doze, invencíveis
Com o gordo, fidelíssimo, mais os suplentes, totalmente incoercíveis
E nunca patrocinam acções, com as quais antes não tivessem condenado
E não, nunca fazem  encenações, e tudo o que regurgitam é sagrado!
Anúncios

Posted on 26 de Agosto de 2012, in Palhaçadas and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s